Como a revisão fiscal pode trazer, de fato, redução de custos para sua empresa?

Quais são os principais encargos tributários para supermercados?
27 de maio de 2020
Quais são os princípios do direito tributário?
27 de maio de 2020
Exibir tudo

Reduzir custos é um dos grandes anseios de qualquer empresário ou gestor. Quando essa redução acontece sem ter que mexer diretamente em produtos ou serviços, mas sim por meio de uma detalhada apuração de impostos, passa a ser ainda melhor. 

Isso pode acontecer por meio da chamada revisão fiscal ou tributária. É uma espécie de auditoria, feita por consultores externos, que executa análises minuciosas de modelo tributário, impostos, faturamento, volume de transações, levando em consideração o enquadramento na legislação atual. 

Este processo é muito importante para empresas de todos os portes e setores, já que visa minimizar o passivo fiscal, proporcionando mais rentabilidade a empresa.

Mas, como funciona a revisão fiscal?

Como as mudanças tributárias são frequentes, a revisão fiscal também deve ser. A análise passa por Imposto de Renda Pessoa Jurídica (IRPJ), Contribuição Social sobre o Lucro Líquido (CSLL), Programa de Integração Social (PIS), Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social (COFINS) e Imposto sobre Produtos Industrializados(IPI).

Sempre tendo como como norte as leis e regulamentos de compliance, a revisão vincula operações fiscais, contábeis e obrigações acessórias da entidade. Ela começa com uma análise histórica das operações da empresa, na busca por distorções relevantes nas operações tributárias. Com isso, é possível fazer uma previsão de operações utilizando os dados do passado como suporte à análise futura.

Feito isso, os auditores preparam um levantamento das contingências passivas em caso de eventual fiscalização e das possibilidades de créditos que não foram aproveitados e estejam sujeitos à restituição. 

Ao final, o gestor tem em mãos um plano de transformações operacionais com estratégias de simplificação e economia tributária.

Quais são os principais benefícios desta revisão? 

Quando feita por advogados tributaristas com extenso conhecimento da legislação, a revisão fiscal pode ser bem completa, passando por: 

  • Revisões fiscais para se adequarem às mudanças das legislações;
  • Análise e preparação de documentos para a obtenção de parcelamentos fiscais;
  • Análise da apuração de impostos diretos e indiretos,
  • Levantamento de possíveis créditos fiscais, requerimento de compensação/restituição de impostos, além do acompanhamento;
  • Análise de cenários fiscais;
  • Parametrização de sistemas contábeis/fiscais (ERPs);
  • Enquadramento fiscal, para fins de recolhimento de impostos federais;

O planejamento tributário é uma medida legal e constitucional, indispensável para qualquer empresa que esteja buscando promover redução de custos. É a melhor forma para prevenção de multas formais e materiais por parte do fisco, redução de custos de matéria-prima e bens intermediários e aproveitamento adequado de benefícios fiscais. 

Essa atitude permitirá que a empresa use esse dinheiro de forma mais inteligente e consiga até fazê-lo render mais, preservando fluxo de caixa e evitando busca por financiamento. Conte com nosso time de especialistas e consulte-nos sobre a possibilidade de fazer uma revisão fiscal nos tributos de sua empresa. 

Se é do setor supermercadista e gostou deste artigo, recomendamos também a leitura de outro post, no qual falamos mais especificamente da diferença que existe na revisão fiscal para supermercados.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *